Baixe o texto completo

Esta peça tem uma fascinante história extra texto, de amor paterno e amor ao teatro. Graça Mello foi um dos fundadores do teatro moderno em grupos como Os Comediantes e Artistas Unidos na década de 1930. Os filhos deram prosseguimento à vida nas artes. Um deles, Paulo, ator, casou-se com outra herdeira de uma família tradicional dos palcos, Marília Pêra. 

Graça Mello escreveu Marta de Tal para ir ao palco com seu filho e nora, mas Paulo morreu prematuramente num desastre de automóvel e o projeto não se realizou.

Alguns anos depois, em memória do filho, o velho Graça decidiu encenar a peça com Ana Maria Dias e Jonas Bloch, seus colegas na TV Tupi.

Foi uma produção muito bem sucedida, marcante para todos que dela participaram. E que deu prosseguimento à tradição familiar quando Luís Fernando Graça Melo, sobrinho de Graça, produziu uma adaptação o cinema, com Gabriela Rabelo no papel de Marta

1970

MARTA DE TAL