Em 1982, o Cisne Negro já era um grupo de dança solidamente estabelecido com a característica de rigor e qualidade artística obtidos com zelo e dedicação por sua criadora e diretora Hulda Bittencourt.

Os espetáculos que produziam anualmente compunham-se de corograficas relativamente breves criadas ou supervisionadas por coreógrafos importantes.

Mas nunca haviam feito o que Hulda chamava de "um espetáculo inteiro": uma apresentação de longa duração com desenvolvimento temático específico criada especialmente para o gupo.

Francisco Medeiros foi convidado para coordenar o projeto de um "espetáculo inteiro" coreografado por Sonia Mota e convidou José Rubens Siqueira para integrar a equipe.

O prolongado processo de criação levou a um resultado surpreendente, marcante e moderno para o seu tempo.

A estrutura dramática, assim como a estética do espetáculo era composta de sobreposições e transparências já a partir do design de Siqueira para o roteiro anexo, infelizmente incompleto, com um setor de texto e desenhos perdido no tempo.

GALERIA

CLIPPING

FIGURINOS (parcial)

MAQUETE DO CENÁRIO (1:100)

IRIBIRI